sábado, 11 de outubro de 2014

ÂNGELO RONCALLI SE PRONUNCIA SOBRE OPERAÇÃO POLICIAL EM SUA RESIDÊNCIA

Sábado: 11 de Outubro de 2014
POSTADO POR: OPOTYGUAR MARTINS

ÂNGELO RONCALLI SE PRONUNCIA SOBRE OPERAÇÃO POLICIAL EM SUA RESIDÊNCIA
Prezado blogueiro:

Dirijo-me a este veículo para esclarecer alguns fatos a cerca da diligência policial realizada nesta última terça feira na minha residência; 

Inicialmente, quero informar a todos que a polícia foi a minha casa porque, segundo ela, recebeu uma ligação anônima de uma pessoa que afirmou ter visto vários trabalhadores meus conduzindo armas;

A polícia por sua vez requereu ao Juiz um mandado de busca e apreensão na minha casa e na casa dos moradores, de modo que realmente encontrou armas, inclusive na minha residência;

Todos sabemos que quem mora na zona rural e ainda mais numa região isolada como a minha, tem necessidade de usar uma arma para defesa pessoal e do seu patrimônio;

Igualmente sabemos que na prática, ainda que a Justiça e a Polícia saibam que muita gente da zona rural conduza arma, eles não realizam a busca se não tiver denúncia;

Pois é !! Levei essa moleza !! Uma pessoa que não tem o que fazer e que talvez tenha inveja ou até mesmo raiva de mim, ligou pra polícia anonimamente e certamente até aumentou ou distorceu fatos, fazendo com que a polícia viesse a minha casa e na casa de meus moradores;

O meu erro e o equívoco de muita gente é não ter o hábito de registrar armas para o direito de conduzi-las em nossas casas e por isso passei esse grande constrangimento que me tirou o sono por várias noites;

Portanto, a você agricultor que mora na zona rural e precisa conduzir uma arma em casa para sua segurança pessoal e do seu patrimônio, receba meu conselho: Procure a polícia e faça o registro para não passar o constrangimento que passei e continuo passando;

Mas acredito em Deus, no meu advogado Dr. Aldaélio Alves, no tempo e nas pessoas de bem, que logo, isso vai passar, porque todos me conhecem, sabem que sou daqui dessa região onde nasci e me criei em José da Penha e aos 14 anos sai para São Paulo para ganhar a vida, onde lá venci;

Retornei a minha região, comprei a propriedade onde moro, apliquei nela todas as minhas economias, começo trabalhar de madrugada e só termino a noite e emprego mais de 10 pessoas nesta fazenda onde planejo terminar meus anos de vida; 

O que estou passando é extremamente revoltante, mas me sentirei aliviado se pelo menos eu souber que este episódio vai servir de exemplo para que outras pessoas de bem não venham a passar pelo que estou passando;

Por último, sempre é bom lembramos que no Brasil os bandidos estão às soltas e os homens de bem que trabalham estão presos em casa e vez por outra tendo que passar por sérios constrangimentos como este. Mas forte é Deus e as pessoas de bem que me conhecem.

Um abraço a todos;


Ângelo Roncalli.

Nenhum comentário: