sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Beneficiados pelo BOLSA FAMÍLIA receberão 13º salário, afirma MARINA SILVA no debate da Globo

Sexta: 03 de Outubro de 2014
POSTADO POR: OPOTYGUAR MARTINS

Beneficiados pelo BOLSA FAMÍLIA receberão 13º salário, afirma MARINA SILVA no debate da Globo


Na noite desta quinta-feira (2), a candidata à Presidência da República pela Coligação Unidos pelo Brasil, Marina Silva, participou do último debate entre os presidenciáveis antes das eleições. No evento realizado pela Rede Globo, a candidata reforçou compromissos apresentados em seu Programa de Governo e ressaltou mais uma vez a importância de ampliar o alcance de programas sociais como o Bolsa Família, ao qual cerca de 4 milhões de pessoas, apesar da necessidade, ainda não conseguiram acesso.

“No nosso governo vamos dar o 13º salário para aquelas pessoas que hoje recebem o Bolsa Família e isso vai melhorar a condição de vida das pessoas”, disse Marina. “Porque a pior coisa que há é chegar na época do Natal e não ter como sequer dar uma ceia ao seu filho”.

Marina disse que essa proposta estava sendo estudada desde a época em que Eduardo Campos, falecido em 13 de agosto, encabeçava a chapa. “Estávamos estudando o lançamento da proposta, fazendo os cálculos adequados para ver se havia capacidade de suporte”, disse. “Será possível porque vamos fazer mudanças, vamos combater a corrupção e os juros altos”, citou.


Gilmar Mendes suspende decisão do TSE que obriga Veja a dar direito de resposta ao PT

Sexta: 03 de Outubro de 2014
POSTADO POR: OPOTYGUAR MARTINS

Gilmar Mendes suspende decisão do TSE que obriga Veja a dar direito de resposta ao PT



O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que obrigava a revista Veja, da Editora Abril, em dar direito de resposta ao PT, por causa de uma reportagem. Segundo o ministro, a decisão que declarou como inconstitucional a Lei de Imprensa fixou o entendimento de que o direito de resposta só é cabível contra a divulgação de informações falsas. Mendes afirma que os fatos foram relatados pela revista com as devidas fontes. A decisão de Gilmar Mendes foi tomada a partir de uma medida cautelar apresentada pela Editora Abril. A revista havia sido obrigada a dar direito de resposta por ter publicado uma matéria em que diz que “o PT paga a chantagistas para escapar do escândalo da Petrobras”. A revista afirma que o partido deu dólares para que “um chantagista” não divulgasse fatos relacionados à investigação sobre financiamento de campanha por meio de contratos fraudulentos com a Petrobras. A intenção seria para impedir que as informações interferissem nas eleições presidenciais, que acontece neste domingo (5). O TSE havia considerado que a Veja havia extrapolado os limites da “crítica ácida” e ofendeu a honra do partido. O PT questionou no TSE o uso de uma imagem de notas de dólares para se referir à quantia que teria sido pagos ao chantagista. Para Gilmar Mendes, a concessão de direito de respostas foi “lesivo à liberdade de imprensa” e que contrariou a jurisprudência do Supremo.
FONTE: G 1 VIA MARTINS EM PAUTA