sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Pela segunda vez, deputado petista é eleito no RS e perde a vaga


Pela segunda vez, deputado petista é eleito no RS e perde a vaga
Fernando Marroni passou pela mesma situação em 2010
Pela segunda eleição consecutiva, o ex-prefeito da cidade gaúcha de Pelotas, o petista Fernando Marroni, comemora a conquista de uma cadeira na Câmara dos Deputados e, depois, perde a vaga. Nesta eleição de 2014, Marroni foi o último candidato a deputado federal pelo PT gaúcho a obter a vaga. Com 94.275 votos, foi o oitavo mais votado no partido, entrando por média. Mas na noite de quinta-feira (06), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) validou os votos de outro concorrente à Câmara pelo RS, o vereador por Porto Alegre, Cláudio Santa (SDD).

O TSE acatou os embargos declaratórios apresentados pela defesa de Janta, que teve o registro da candidatura à deputado federal negado em julho pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em função de uma questão envolvendo o pagamento de multas de outras eleições. Em setembro o TSE havia confirmado a negativa do registro.

Janta optou por continuar a campanha e, em 5 de outubro, fez 45.559 votos. Após o TSE aceitar os embargos declaratórios da defesa, os votos de Janta passam a ser contabilizados no cálculo do quociente eleitoral da bancada gaúcha na Câmara, alterando sua composição. Mas Janta também não ficará com a vaga. Ela será ocupada pelo primeiro suplente da coligação a qual seu partido, o Solidariedade, faz parte. Além do SDD, a aliança inclui PP, PSDB e PRB.

Assim, quem ficará com a vaga é o atual deputado federal José Otávio Germano (PP). José Otávio disputava o quarto mandato e fez 81.503 votos, mas não tinha conseguido a reeleição. Seus partidários queixavam-se de que ele foi prejudicado pelo envolvimento de seu nome no escândalo da Operação Rodin (a fraude que desviou milhões do Detran gaúcho), apesar de não ter sido condenado. Em 2013, o Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou a denúncia por formação de quadrilha, peculato e dispensa de licitação sem amparo legal que existia contra o parlamentar, por entender que a investigação a seu respeito foi feita de forma ilícita.

Com a permanência de José Otávio na Câmara, muda também o ranking dos deputados federais eleitos do RS com as campanhas mais caras. José Otávio, que arrecadou R$ 2.894.987,15 e gastou exatamente os mesmos valores, passa a liderar a lista. Até a quinta-feira, o recordista de gastos era o deputado federal reeleito Jerônimo Goergen (R$ 2.751.723,39 gastos e R$ 2.752.080,00 arrecadados), também do PP.

A primeira suplência da coligação (PP/SDD/PSDB/PRB) passa a ser ocupada pela ex-governadora Yeda Crusius (PSDB), que contabilizou 71.794 votos. Tucanos gaúchos também consideram que o desempenho da ex-governadora nas urnas foi ‘prejudicado’ pelas denúncias de corrupção que marcaram sua gestão à frente do Estado, sendo a Rodin apontada como a principal delas. Yeda pode se tornar deputada caso o governador eleito do RS, José Ivo Sartori (PMDB), que recebeu apoio de PP/PSDB/SDD e PRB no segundo turno da eleição, chame algum deputado de um dos quatro partidos para compor seu secretariado.

Já Marroni, que estava em Brasília e chegou na tarde desta sexta-feira a Porto Alegre, não contava com a mudança. Na quinta, ele chegou a participar do encontro da presidente Dilma Rousseff (PT) com as bancadas atuais e as eleitas. A confiança de que permaneceria com a vaga tomava por base a consulta feita a diferentes advogados, que consideraram que a decisão do TRE que cassou o registro de Janta era irreversível. O deputado chegou a cogitar alguma possibilidade de movimento junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas desistiu. Agora, vai aguardar a composição do ministério de Dilma, na expectativa de que ela possa convidar algum dos deputados gaúchos.

Marroni passou pela mesma situação em 2010. Só que, naquela ocasião, perdeu a vaga para uma colega de partido, a deputada Maria do Rosário, que havia feito mais votos do que ele. À época, Maria do Rosário não teve os votos contabilizados porque seu registro havia sido negado por pendências envolvendo suas contas de campanha na eleição para a prefeitura de Porto Alegre em 2008. Mas ela conseguiu obter uma decisão favorável e ter os votos validados apenas dois dias após a realização do primeiro turno e, quando passou a comandar a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em janeiro de 2011, Marroni ocupou a cadeira de deputado.

FONTE: JORNAL DO BRASIL




Apostas para a Mega-Sena da Virada começam na segunda-feira


Apostas para a Mega-Sena da Virada começam na segunda-feira

Sorteio pagará R$ 240 milhões e será realizado dia 31 de dezembro.
Prêmio pode rende até R$ 1,4 milhão mensal na poupança.


Mega-Sena da Virada pode pagar R$ 240 milhões
(Foto: Paola Fajonni/G1)


Começam nesta segunda-feira (10) as apostas para a Mega-Sena da Virada, que será sorteada no dia 31 de dezembro e tem prêmio estimado em R$ 240 milhões. As apostas para este concurso especial, que terá o número 1.665 da Mega-Sena, serão feitas em um volante específico.

Caso um único apostador acerte as dezenas sorteadas, poderá se aposentar com rendimentos de R$ 1,4 milhão por mês, o equivalente a cerca de R$ 46 mil por dia, segundo a Caixa Econômica Federal.

A Mega da Virada é considerada a mais popular das loterias especiais da Caixa e teve sua primeira edição em 2009. Na ocasião, dois ganhadores dividiram o prêmio de R$ 144,9 milhões.

As apostas sorteadas na época saíram para Santa Rita do Passa Quatro (SP) e Brasília (DF). Na última edição, em 2013, o prêmio de R$ 224,6 milhões saiu para quatro ganhadores de Curitiba (PR), Palotina (PR), Maceió (AL) e Teofilândia (BA).

O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será somado ao rateio dos acertadores de cinco números. Se não houver ganhadores nessa faixa, os acertadores da quadra dividirão todo o prêmio e assim sucessivamente.

As apostas mínima é de R$ 2,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país. Já bolões têm preço mínimo de R$ 10.

FONTE: Do G1, em São Paulo
FACEBOOK
TWITTER

PESCADORES PEGAM PEIXES GIGANTES NO RIO PARNAÍBA E VIRAM ATRAÇÃO NA COMUNIDADE


PESCADORES PEGAM PEIXES GIGANTES NO RIO PARNAÍBA E VIRAM ATRAÇÃO NA COMUNIDADE


Dois peixes gigantes foram capturados em uma pescaria no rio Parnaíba, na cidade de Uruçuí, a 453 km de Teresina. Da espécie pirarucu, os peixes juntos somaram quase 200 quilos e mediam aproximadamente 2 metros cada. "Essa não é a primeira vez que um peixe desse tamanho é pescado na região devido às lagoas formadas pela represa. Ainda existem vários e eles estão se multiplicando no rio Parnaíba", disse o pescador Ismael Vieira.
 Após fisgar o peixe, o pescador e mais quatro amigos se reuniram para conseguir retirar os peixes da água. O trabalho durou cerca de uma hora. 
Os pirarucus viraram atração no município e vários moradores posaram ao lado dos peixes. Conhecido como bacalhau da Amazônia, o pirarucu é um dos maiores peixes de água doce do mundo. A espécie pode chegar a 3 metros de comprimento e pesar 200 quilos.







Via:tudonoticia.com
Postagem de Evandro Lopes.

NOTA DA OPOSIÇÃO SOBRE UM SUPOSTO ACORDO NA CPMI DA PETROBRAS.

NOTA DA OPOSIÇÃO SOBRE UM SUPOSTO ACORDO NA CPMI DA PETROBRAS. 
Os líderes dos partidos de Oposição (PSDB, Democratas, Solidariedade e PPS) esclarecem que rechaçam veementemente o suposto acordo anunciado ontem pelo relator da Comissão Parlamentar Mista de Investigação (CMPI) da Petrobras, deputado Marco Maia (PT-RS). Do mesmo modo, o dep. Carlos Sampaio (PSDB/SP) classifica como “vergonhosa” a citação de seu nome como partícipe de um acordo para proteger quem quer que seja, negando qualquer articulação para beneficiar agentes políticos.

Não compactuamos e nem participaremos de qualquer acordo que resulte em impunidade. É inaceitável que os desvios já comprovados na maior estatal brasileira sejam ocultados por interesses escusos, especialmente político-partidários – algo que a população indignada já deixou claro que não tolera. Reafirmamos nossa disposição de ir até o fim em busca de respostas e dos responsáveis pelos desvios, enquanto o interesse do Governo é confundir a opinião pública e misturar inocentes com culpados.

Várias denúncias de desvios e de superfaturamento do chamado “Petrolão” estão sendo confirmadas pela Polícia e Justiça Federal e pelo Ministério Público. Além disso, os fatos que ainda precisam ser esclarecidos não podem, de maneira alguma, ficar relegados a segundo plano, independente do notório pouco tempo que resta para que a CPMI conclua seus trabalhos. Exatamente por isso e, ao contrário do que foi divulgado, os líderes que subscrevem a nota e os membros oposicionistas da CPMI (deputados Carlos Sampaio e Izalci – PSDB, Rodrigo Maia e Onyx Lorenzoni – DEM, Júlio Delgado – PSB; e senadores Mário Couto, Antonio Aureliano, Rubens Figueiró e Flexa Ribeiro – PSDB, Jayme Campos e José Agripino – DEM) já iniciaram a coleta de assinaturas de parlamentares para que as investigações do escândalo da Petrobras prossigam no ano que vem.

A expectativa da Oposição é que a nova CPMI seja a primeira a ser instalada no início da próxima Legislatura. Todos os agentes políticos vinculados ao escândalo de corrupção na empresa devem ser não apenas ouvidos, como punidos se comprovado seu envolvimento no caso, independentemente da filiação partidária.

Deputado federal Antônio Imbassahy – Líder do PSDB

Deputado federal Mendonça Filho – Líder do Democratas

Deputado federal Fernando Francischini – Líder do Solidariedade

Deputado federal Rubens Bueno – Líder do PPS


Presidente da Telecom Italia diz que exploração de aliança com Oi é mandatória


Presidente da Telecom Italia diz que exploração de aliança com Oi é mandatória

MILÃO (Reuters) - O presidente-executivo da Telecom Italia, Marco Patuano, afirmou nesta sexta-feira que a companhia precisa explorar a possibilidade de compra da operadora Oi ou de uma fusão da empresa com a TIM.

Perguntado sobre se o grupo italiano poderia estar interessado na compra ou fusão com a Oi, Patuano afirmou a analistas durante teleconferência que "acredito que é mandatório explorar a possibilidade de tamanha oportunidade estratégica".

Falando em inglês, Patuano acrescentou que qualquer eventual acordo teria que respeitar a "disciplina financeira" do grupo e criar valor para os acionistas. "Nós não estamos desesperados e não queremos fazer um acordo a qualquer custo."


(Por Danilo Masoni)


Governadora prestigia inauguração de espaço no Instituto Juvino Barret

07/11/2014 ÁS 08:40


A Governadora Rosalba Ciarlini participou da inauguração do espaço Mota Neto, no final da tarde desta quinta-feira (6), no Instituto Juvino Barreto, em Natal. O centro de convivência é uma homenagem a Vicente de Mota Neto, mossoroense que foi prefeito da cidade, deputado estadual, deputado federal e primeiro presidente do Tribunal de Contas do Estado. O espaço foi idealizado pela filha, Fátima Mota.

No ato solene de inauguração a banda de música da Polícia Militar executou quatro canções, dentre elas Royal Cinema, segunda música mais tocada pela Rádio BBC de Londres durante a II Guerra Mundial, e de autoria do potiguar Tonheca Dantas. Após a apresentação, o padre Gilmar Castro comandou uma pequena celebração no novo espaço.


Fonte:Marcos Dantas